Não é preciso ter olhos abertos para ver o sol, nem é preciso ter ouvidos afiados para ouvir o trovão. Para ser vitorioso você precisa ver o que não está visível.

sexta-feira, 11 de agosto de 2017

MAIS DE 90 DIAS SEM VER A COR DE UM REAL: CALVÁRIO DOS APOSENTADOS NO RIO GRANDE DO NORTE, ELES SÃO ALVOS FAVORITOS DO GOVERNO NO CALOTE DO PAGAMENTO

Da redação 
A aposentada como ASG pelo estado do Rio Grande do Norte, Francisca Viana Salustino Medeiros (67), trabalhou (30) trinta anos até receber seu benefício. Porém nos últimos dias tem vivido momentos de aflições, pois já está há mais de três meses sem receber seu pagamento.  
Em 11 de julho de 2017 foi ao IPERN saber dos motivos, então informaram que era por falta de recadastramento que deveria ter sido feito no mês do seu aniversário, que acontece em abril. 



Como tinha levado todos os documentos ela fez esse recadastramento e recebeu a garantia do funcionário que em trinta de julho receberia o retroativo. Como reside em Serra de São Bento/RN, Francisca Viana disse que já foi cinco vezes a agência do Banco do Brasil mais próxima que fica em Nova Cruz, sempre encontrando sua conta zerada. 

Em 11 de agosto telefonou para o IPERN e a resposta que recebeu é de que receberá numa folha suplementar sem data previsível. A aposentada tem vivido dias de tormento, pois precisa dos seus honorários para pagar dívidas, vencidas há quase quatro meses. 

“É muita desumanidade, trabalhei trinta anos e agora dependo da boa vontade de uma burocracia doentia, para receber meu pagamento”, afirmou Francisca Viana, com lágrimas nos olhos. Esperamos que o governo corrija essas distorções, sem que o judiciário precise de ser acionado para defender os aposentados potiguares. 

←  Anterior Proxima  → Inicio

OLHA A HORA

VOCÊ ONLINE

FAN PAGE, CURTA

SIGA-NOS NO TWITTER

CLIC E VEJA OS FATOS HISTÓRICOS POR DATA

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

VISITAS PELO MUNDO

AS SETE MAIS LIDAS

CADASTRA SEU E-MAIL